Os que comem e trabalham intemperantemente e irracionalmente,  falam e procedem irracionalmente. Não é necessário tomar bebidas alcoólicas para ser intemperante. O pecado do comer intemperante – comer demasiado frequente, em demasia e de alimentos suculentos, indigestos – destrói a ação saudável dos órgãos digestivos, afeta o cérebro, e perverte o discernimento, impedindo o pensar e agir racional, calmo e sadio.

Aqueles que, depois de haverem recebido o conhecimento, não querem comer e beber segundo princípios em vez de ser regido pelo apetite, não serão tenazes quanto a reger-se por princípios em outras coisas.

EGW, Health Reformer, 08/1886