DEUTERONÔMIO 9 – VITÓRIA PELA GRAÇA DE DEUS

0
273

Lembrem-se, e jamais se esqueçam, de como vocês provocaram a ira do Senhor, seu Deus, no deserto. Desde o dia em que saíram do Egito, até agora, vocês têm se rebelado contra o Senhor constantemente. Deuteronômio 9:7

Moisés já havia orientado sobre os perigos da associação com os povos de Canaã (Deuteronômio 7) e o orgulho pelo prosperidade futura (Deuteronômio 8). Em Deuteronômio 9, ele trata do orgulho pela vitória militar. Os israelitas estavam para vencer nações muitos mais poderosas e protegidas por cidades “com muralha até os céus” (v.1). Porém, o Senhor iria adiante deles (v.3).

Ao obter vitórias espetaculares, os israelitas certamente teriam a impressão de que sua justiça ou retidão ética (tsedaqah) havia conquistado o favor divino. Moisés, então, os previne, ressaltando que a razão da vitória não seriam os méritos de Israel, mas a “impiedade” (rasha) daquelas nações (v.4).

Israel contava com a misericórdia divina. Moisés protestou contra os israelitas por terem sido “de dura cerviz”, “duro de nuca”, “obstinado” (qesheh-‘oref) (v.6), tanto quanto “rebeldes” (v.24) ao longo dos 40 anos de peregrinação no deserto, provocando o Senhor à ira (v.7-8). Moisés temeu a ira de Deus contra Israel e Arão por causa do episódio do bezerro de outro, e fez um segundo jejum de 40 dias. sem comer nem beber, para interceder por eles (v.18, 25-29).

O povo de Israel devia sua existência a Moisés, que intercedeu por eles em diversas ocasiões em que se rebelaram contra Deus. Nós precisamos, diariamente, interceder junto a Deus para que perdoe a dureza de nossos corações, e que permitamos o trabalho do Espírito Santo em nossa vida, transformando o nosso caráter a semelhança do caráter de Cristo. “Já não sou eu quem vive, mas Cristo vivem em mim” (Gálatas 2:20).

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA