E a vida eterna é esta: que te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. João 17:3

Evangelismo e educação andam de mãos dadas. Por meio do evangelismo, alcançamos todos os segmentos sociais. Por meio da educação, moldamos as novas gerações. Ao olhar para o mapa-múndi, podemos afirmar que a Igreja Adventista é forte e saudável nos lugares em que essas duas vertentes da Obra vão bem. Isso significa que o lugar certo para as crianças adventistas estudarem é nas escolas denominacionais. Entretanto, e se os membros da igreja não valorizarem mais a educação confessional?

Em 9 de janeiro de 1894, Ellen White declarou: “Quando os que atingiram a idade da juventude e da varonilidade não veem diferença alguma entre nossas escolas e os colégios do mundo, e não têm preferência no tocante a qual deles irão frequentar, embora o erro seja ensinado por preceito e exemplo nas escolas do mundo, é então necessário examinar acuradamente as razões que conduzem à semelhante conclusão. Nossas instituições de ensino podem pender para a conformidade mundana. Podem avançar passo a passo em direção ao mundo; são, porém, prisioneiros de esperança, e Deus as corrigirá e iluminará, trazendo-as de volta à sua honrada posição de separação do mundo. Estou observando com intenso interesse, esperando ver nossas escolas completamente imbuídas do espírito de religião pura e sem mácula” (Fundamentos da Educação Cristã, p. 290).

Exatamente um ano depois, em 9 de janeiro de 1895, Ellen White acrescentou: “O fim de toda educação verdadeira é expresso nas palavras de Cristo: ‘E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste’ (Jo 17:3)” (Man. 40, 1895). Contudo, a espiritualidade nunca deve ser usada como desculpa para um fraco desempenho acadêmico, e a excelência acadêmica não substitui o compromisso espiritual. Ambos se complementam. Se nossas escolas estão perdendo a identidade espiritual, chegou a hora de resgatá-la, para que possam entrar em sintonia com o motivo de sua existência.

Como igreja e famílias, precisamos unir esforços para apoiar a educação adventista, elevando o nível espiritual e acadêmico de nossas instituições de ensino e incentivando todas as famílias a colocarem os filhos em nossos colégios. Critiquemos menos e façamos mais pelas futuras gerações de adventistas. Nossos alunos devem ser cuidadosamente preparados para esta vida e para a eternidade!                                                                – Alberto Timm, Um Dia Inesquecível, MM 2018.