Francis Ford Copolla escreve e dirige esta intrigante adaptação do romance de John Grisham, sobre um advogado jovem e idealista, que consegue o maior processo de sua vida, logo no inicio de sua carreira, aliás, sem ainda ter a autorização para advogar.

Matt Damon (Gênio indomável) é Rudy Baylor, um advogado principiante, envolvido em um caso tumultuante. Contra ele, um exército de tarimbados tubarões da lei, liderado por Jon Voight. Ao seu lado está Deck Shifflet (Danny De Vito), um inquieto quase advogado, que também não tinha autorização para advogar, cuja especialidade é ser reprovado no exame da Ordem dos Advogados. As chances de Rudy são praticamente nulas, em uma ação que move contra um grande seguradora, até que ele encontra uma pista de corrupção, que pode levá-lo a única possibilidade de ganhar a causa; descobrindo a verdade. Em paralelo, Rudy ainda comandava dois outros processos, e pagava sua hospedagem trabalhando como jardineiro.

“O homem que fazia chover” foi premiado cinco vezes com o Oscar. Vale a pena assistir.