Eu, Tércio, que escrevi esta epístola, vos saúdo no Senhor. Romanos 16:22

Algumas pessoas creem que todos os escritos inspirados foram ditados palavra por palavra pelo Espírito Santo. Em alguns casos, foi isso mesmo que ocorreu. De modo geral, porém, o próprio profeta selecionava as palavras para transmitir a mensagem. Ao contar sobre sua experiência, Ellen White explicou: “Se bem que eu dependa tanto do Espírito do Senhor para escrever minhas visões como para recebê-las, todavia as palavras que emprego ao descrever o que vi são minhas, a menos que sejam as que me foram ditas por um anjo, as quais eu sempre ponho entre aspas” (Mensagens Escolhidas, vol. 1, p. 37).

Profetas canônicos usaram secretários e assistentes literários. Por exemplo, Baruque foi secretário de Jeremias (Jr 36). A epístola aos Romanos é de autoria de Paulo (Rm 1:1), mas foi redigida por Tércio (Rm 16:22). Da mesma forma, Ellen White foi auxiliada primeiro pelo próprio esposo e, depois, por outros assistentes editoriais. Uma das tarefas desses assistentes era reunir materiais anteriores que ela havia escrito a fim de usar parte deles na produção de novas obras. A maioria de seus livros consistiu de compilações de escritos anteriores, mas ela sempre supervisionava o processo. Após sua morte, em 1915, os depositários de seu patrimônio literário assumiram essa responsabilidade.

No dia 9 de fevereiro de 1912, Ellen White assinou a versão final de seu testamento, nomeando uma Comissão de Depositários que se autoperpetuaria, composta originalmente por William C. White, Clarence C. Crisler, Charles H. Jones, Arthur G. Daniells e Francis M. Wilcox. Segundo suas orientações, a Comissão seria responsável “pelo aperfeiçoamento dos livros e manuscritos a eles confiados e fornecidos a partir de então; pela obtenção e publicação de novas traduções das obras; e pela impressão de compilações de [s]eus manuscritos”. Isso significa que ela planejava a produção de novas compilações de seus escritos, em resposta às necessidades e aos desafios que a igreja enfrentaria no futuro.

Por isso, quando você encontrar semelhanças ou declarações paralelas em diferentes lugares da Bíblia ou dos livros de Ellen White, não se espante. Elas transmitem a mensagem de Deus para nós assim como faziam quando foram originalmente escritas.

Que as leiamos e estudemos com respeito, como a Palavra do Senhor para nós hoje!          – Alberto Timm, Um dia inesquecível, MM 2018