O que é felicidade? Certamente há algumas respostas possíveis, mas se você perguntar para um pai de família desempregado, incapaz até mesmo de pagar o aluguel de uma pensão e responsável por criar sozinho o filho de cinco anos (já que a mulher acabou por abandoná-lo), ele certamente dirá que felicidade é ter um emprego que lhe dê dignidade e capacidade de manter a família.

“À Procura da Felicidade” é a história de muitos cidadãos ao redor do mundo, que lutam por uma vida melhor e não cruzam os braços esperando que tudo caia do céu. Não deixa de ser também uma denúncia contra o capitalismo selvagem que sufoca as pessoas e tem níveis de exigência quase absurdos para que se possa alcançar a tão almejada estabilidade financeira.

Mas o que mais chama atenção na trama (inspirada numa história real) é a integridade de Chris Gardner (Will Smith). Ele tenta vencer de forma honesta, sem apelar para mentiras a fim de conseguir o ambicionado emprego de corretor de ações. Numa época em que uns pisam nos outros e não relutam em vender a dignidade para conquistar status e encher os bolsos, a mensagem do filme é mais do que necessária.

Quando chega ao fundo do poço, Gardner ainda encontra tempo para se preocupar com a formação do filho (seu exemplo de honestidade certamente fala mais alto) e para estudar um manual volumoso que poderá lhe garantir o cargo desejado na empresa onde depois de muito esforço consegue inicialmente estagiar sem remuneração.

Detalhe: o menino que interpreta o filho de Smith no filme, Jaden Smith, é filho dele na vida real. E nem é preciso dizer que a atuação de ambos é fantástica.

Assisti ao filme e recomendo a todos. Os comentários acima são de autoria de Michaelson Borges.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCOMPROMISSO PRECIOSO – FILME
Próximo artigoDESAFIANDO GIGANTES – FILME
Avatar
Eu sou o seu Alipio de Almeida, nasci em 1951, estou casado desde 1974. Sou pai de 3 filhos queridos, e bem casados e já tenho 6 netos, que amo muito. Administrador de empresas e analista de sistemas, aposentado. Proprietário orgulhoso de um Logan 1.6 2009. Aguardando ansiosamente pela volta de Jesus.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA