As palavras do Senhor são palavras puras, prata refinada em cadinho de barro, depurada sete vezes. – Salmo 12:6

O Salmo 12 começa com um lamento pela maldade geral da sociedade, o que faz lembrar a declaração de Elias: “e eu fiquei só”(I Reis 19:10). A oração do salmista por livramento é respondida rapidamente, e Deus intervém para proteger Seus filhos.

  • Davi clama por socorro ao Senhor, porque não encontra um só fiel a Deus (v.1);
  • são falsos, bajuladores e fingidos (v.2);
  • Senhor, dê um jeito nos bajuladores e nos soberbos, pois acham que prevalecerão, são donos de suas próprias palavras, e respondem por elas (v.3-4);
  • Mas, ao ouvir o gemido do oprimido, dos pobres e dos necessitados, Deus promete se levantar e livrará os que clamam à Ele, os que por isso suspiram (v.5);
  • os ímpios mentem, mas o Senhor cumpre Suas promessas, pois Suas palavras são puras e refinadas, depuradas 7 vezes (v.6);
  • O Senhor guardará os Seus, os que Lhe são fiéis, os livrará dessa geração, que exalta a vileza, raça de lisonjeiros, opressores, mentirosos… (v.7-8).

Quando os governantes são corruptos, abundam os malfeitores. A corrupção passa dos governantes para os governados. Apesar disso, o salmista confia em Deus que defenderá o inocente, daquele tempo, hoje e sempre.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA