COMPROMETIDOS – MM 2019

0
14

Então, disse Maria: Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra. E o anjo se ausentou dela. Lucas 1:38

Gosto de ver pessoas comprometidas com uma causa. Gente capaz de pagar qualquer preço para defender o que acredita. Observo, por exemplo, os defensores das causas ecológicas, que vão aos lugares mais desafiadores e se expõem de formas muito perigosas pelo bem do planeta. Interesso-me ainda pelos defensores de causas sociais, que vão às ruas defender o que acreditam e muitas vezes arriscam a própria vida.

O movimento adventista também começou com gente comprometida. Um dos pioneiros que mais me impressiona é Charles Fitch. Seu compromisso com a volta de Cristo era tão grande que ele não tinha medo de enfrentar desafios. Pouco antes de 22 de outubro de 1844, Fitch batizou três grupos de pessoas em um rio, ao ar livre e num dia muito frio. Sua saúde foi abalada, adoeceu e
morreu de tuberculose em 14 de outubro, oito dias antes da data marcada para a volta de Jesus.

A Bíblia também apresenta muitos exemplos de gente comprometida, a ponto de dar a própria vida por uma causa. Sem dúvida, o maior de todos é Jesus. Contudo, Maria, a virgem escolhida para ser Sua mãe, é um destaque. Normalmente exaltamos o privilégio que ela recebeu ao ser escolhida como mãe do Salvador, mas você já pensou no preço que ela pagou para cumprir essa missão?

Aceitar o plano de Deus envolvia se tornar mãe solteira, e isso tinha consequências muito sérias. Poderia ser condenada por cometer um crime de
contaminação e ameaça aos valores religiosos, sociais e familiares. Sua punição poderia ser a morte. Imagine também como ela seria vista pela família, amigos e pela sociedade. Como convenceria José, seu noivo, de que o bebê não era filho de outro homem, mas um milagre do Espírito Santo? E o que aconteceria com sua festa de casamento por conta dessa condição?

Diante do alto preço, Maria poderia ter passado a responsabilidade para outra mulher. Seguiria sua vida, realizaria seus sonhos e evitaria problemas. Ela, porém, aceitou o desafio e respondeu: “Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra” (Lc 1:38). Não teve medo de arriscar tudo para cumprir sua missão.

E você? Qual é o tamanho do seu comprometimento? Pague o preço de sua missão e esteja certo de que Deus vai cuidar de tudo para seu bem eterno e para a salvação de muitos.

Erton Köhler, Nossa Esperança, MM 2019, CPB

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA