O profeta perguntou: “O que eles viram em seu palácio? ” Ezequias respondeu: “Viram tudo que há em meu palácio. Não há nada em meus tesouros que não lhes tenha mostrado”. – Isaías 39:4

Em Isaías 39, o profeta comenta sobre a visita dos embaixadores de Merodaque-Baladã ao rei Ezequias por causa de sua milagrosa recuperação, e de terem visto todos os tesouros do rei. Isaías ainda prediz o cativeiro babilônico.

1 Naquela época, Merodaque-Baladã, filho de Baladã, rei da Babilônia, enviou a Ezequias cartas e um presente, porque soubera de sua doença e de sua recuperação. 2 Ezequias recebeu com alegria os enviados e mostrou-lhes o que havia em seus depósitos: a prata, o ouro, as especiarias, o óleo fino, todo o seu arsenal e tudo o que se encontrava em seus tesouros. Não houve nada em seu palácio ou em todo o seu reino que Ezequias não lhes mostrasse (Ezequias achava que os Babilônios seriam seus aliados contra a Assíria).

3 Então o profeta Isaías foi ao rei Ezequias e perguntou: “O que aqueles homens queriam, e de onde vieram? ” “De uma terra distante”, Ezequias respondeu. “Eles vieram da Babilônia para visitar-me. ” 4 O profeta perguntou: “O que eles viram em seu palácio? ” Ezequias respondeu: “Viram tudo que há em meu palácio. Não há nada em meus tesouros que não lhes tenha mostrado”. 5 Então Isaías disse a Ezequias: “Ouça a palavra do Senhor dos Exércitos: 6 Um dia, tudo o que há em seu palácio bem como tudo o que os seus antepassados acumularam até hoje será levado para a Babilônia. Nada ficará, diz o Senhor. 7 E alguns de seus próprios descendentes serão levados, e se tornarão eunucos no palácio do rei da Babilônia. ” 8 “É boa a palavra do Senhor que você falou”, Ezequias respondeu. Pois pensou: “Haverá paz e segurança enquanto eu viver”.

Salomão tinha previsto o tempo quando pessoas chegariam de terras distantes para aprender sobre o Deus de Israel (I Reis 8:41-43). Deus já havia alertado ao povo sobre alianças com estrangeiros (Isaías 8:9-13; 30:1-7; 31:1-5), A falha em aproveitar a oportunidade de testemunhar do verdadeiro Deus mostrou a ingratidão de Ezequias pela bênção de ter sua saúde restaurada. Ezequias foi consolado com a ideia de que Deus lhe mostraria favor em adiar sua punição por este ato impensado. Muitas vezes, Deus adiou a execução de uma sentença quando as pessoas se arrependeram e se mostraram submissas a Ele. 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA