Percorra a cidade de Jerusalém e ponha um sinal na testa daqueles que suspiram e gemem por causa de todas as práticas repugnantes que são feitas nela.  Ezequiel 9:4

Em Ezequiel 9, em uma visão deus mostra ao profeta a preservação de um remanescente e a destruição dos demais. Não adianta nada o profeta suplicar por eles.Este capítulo é uma sequência do capítulo 8.

Então o ouvi clamar em alta voz: “Tragam os homens escolhidos para castigar a cidade! Digam-lhes que venham com suas armas de destruição!”. E vi 6 homens (agentes de juízo que, executarão a sentença) que vinham da porta superior, que está voltada para o norte, cada um com uma arma mortal na mão. Entre eles estava um homem vestido de linho e que tinha um estojo de escrevente à cintura (era um dos 6). Eles entraram e se puseram ao lado do altar de bronze. (v.1-2)

Então a glória do Deus de Israel subiu do meio dos querubins, onde havia estado, e se moveu para a entrada do templo. E o Senhor chamou o homem vestido de linho e que tinha o estojo de escrevente à cintura e lhe disse: “Percorra a cidade de Jerusalém e ponha um sinal na testa daqueles que suspiram e gemem por causa de todas as práticas repugnantes que são feitas nela (o selo de Deus é o caráter de Cristo em Seus filhos, somente os sinceros de coração o receberão)”. (v.3-4)

Enquanto eu escutava, ele disse aos outros: “Sigam-no por toda a cidade e matem, sem piedade ou compaixão, velhos, rapazes e moças, mulheres e crianças. Mas não toquem em ninguém que tenha o sinal. Comecem pelo meu santuário”. Então eles começaram pelos 70 líderes que estavam na entrada do templo. (v.5-6)

E ele lhes disse: “Contaminem o templo e encham de mortos os pátios. Podem ir! ” Eles saíram e começaram a matança em toda a cidade. Enquanto isso eu fiquei sozinho. Então prostrei-me, rosto em terra, clamando: “Ah! Soberano Senhor! Vais destruir todo o remanescente de Israel lançando a tua ira sobre Jerusalém? ” (v.7-8)

Ele me respondeu: “A iniquidade de Israel e Judá é enorme; a terra está cheia de sangue derramado e a cidade está cheia de injustiça. Eles dizem: ‘O Senhor abandonou o país; o Senhor não nos vê’. Então eu, de minha parte, não olharei para eles com piedade nem os pouparei, mas farei cair sobre as suas cabeças o que eles têm feito”. Então o homem de linho com o estojo de escrevente à cintura voltou com um relatório, e disse: “Fiz o que me ordenaste”. (v.9-11)

No tempo do fim, também o juízo começa “pela casa de Deus” (I Pedro 4:17), por aqueles q quem Deus deu grande luz e que estavam como guardiões dos interesses espirituais do povo, mas que traíram a confiança deste. Esses pastores infiéis recebem primeiro o insulto que será acumulado sobre eles por parte dos que foram enganados por suas mentiras. Posteriormente, perecerão na destruição geral que precede e acompanha a segunda vinda de Cristo.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA