Acordamos hoje sem nenhuma programação a vista. Não conseguimos fechar nenhum pacote com as agencias locais, e são muitas. Todos só estavam atrás de fechar pacotes de 3 dias para conhecer diferentes lugares do Salar.

O hotel está cheio. Chegaram bastante estrangeiros para o Reveilon nos hoteis de sal do Salar de Uyunes, com diarias em torno de U$ 100.

No Hotel dos Girassoles, onde estamos, a Internet custa 10 bs. por hora. Andei aos arredores e consegui por 5 bs., só que muito lenta (quase 15 minutos só para entrar).

Achei uma Igreja Adventista a uma quadra do hotel. Fomos a feira para conhecer os produtos e preços deles por aqui, e comprei um blusão de raspa de couro, da marca Guss, por 78 bs.

Temos que deixar o hotel as 12h. O pior que o nosso trem de retorno só sai a 01:00h. Vamos ter que procurar muito com o que nos distrair. Encontramos um restaurante familiar, e o almoço completo (incluindo a sopa e sobremesa) saiu 12 bs. por pessoa.

Liguei para São Paulo por 14 bs, por 5 minutos.

Chuno – é uma qualidade de batata (lembra o nhame) desidratada. Não achei muito gostosa, mas é bem comercializada e utilizada aqui na Bolivia.

Tinhamos acertado o hotel, mas só que deixamos nossas coisas no mesmo. Voltamos as 17h para o hotel, e eles nos cederam um quarto com duas camas para descansarmos um pouco. Tentamos descansar mas não conseguimos. As 20:30 h fizemos uma refeição com as frutas que trouxemos, e comemoramos o nosso novo ano (os adventistas comemoram no por-do-sol).

As 21:30 h os hospedes, bem como os funcionários do hotel foram para um Hotel de Sal no Salar, para o Reveilon, e nós deixamos o hotel e fomos para a estação ferroviária, aguardar a chegada de nosso trem. Diversas pessoas já estão na estação, achando um lugar para dormir pelo chão do local.

Estão chegando mais pessoas, com diversas sacolas enormes. Parece que são comerciantes que vão vender os seus produtos em Oruro na feira de amanhã. Alguns trazem muitas roupas para vendas, outros trazem produtos de suas plantações (ainda bem que tem um vagão só para esse tipo de carga).

São 23:45 h e o trem chegou, mas não vai sair antes do horário, que já informaram será as 1:30 h.  A passagem de volta saiu mais barata que a de vinda – 87 bs. A temperatura está caindo, pois estávamos com uns 20 graus as 16 h. e agora devemos estar com uns 5 graus.

Não consegui me ajeitar para dormir em nenhum lugar. As 0h. alguns bolivianos começaram a soltar bombas e comemorar o Ano Novo. Passamos o novo ano aqui na estação em compasso de espera.