DEUTERONÔMIO 23 – NORMAS SOBRE ADORAÇÃO E OUTRAS

0
80

Quando fizerem um voto ao Senhor, seu Deus, cumpram-no prontamente. O Senhor cobrará de vocês o cumprimento dos votos, ou serão culpados do pecado. Deuteronômio 23:21

Em Deuteronômio 23, Moisés continua sua série de orientações ao povo de Israel. Começando por quem não poderia participar das reuniões sagradas do Senhor:

  • Aqueles que tivesse o membro amputado ou os testículos esmagados (v.1);
  • Filhos ilegítimos e seus descendentes, até a décima geração (v.2);
  • Os amonitas e moabitas e seus descendentes, por terem contratado Balaão para amaldiçoar o povo de Deus (v.3-6);
  • Os edomitas e os egípcios até a 3a. geração (v.7-8);

Outras normas que deveriam ser seguidas:

  • Nas batalhas, manter-se afastado de tudo o que é impuro (v.9);
  • Quem tiver uma ejaculação durante a noite, ficará impuro, e fora do acampamento até o entardecer, quando deveria banhar-se e voltar ao acampamento (v.10-11);
  • Deveriam ter uma área fora do acampamento para fazerem as suas necessidades, onde cavariam um buraco e depois cobririam com terra, Isso porque o acampamento é santo e o Senhor anda por ele para os proteger (v.12-14);
  • Os escravos fugitivos não deveriam ser devolvidos a seus senhores, e nem oprimidos (v.15-16);
  • Não deveriam se prostituir em templos idólatras (v.17);
  • Não deveriam trazer ofertas ou votos proveniente dos lucros de um (a) prostituto (a), pois isso é detestável ao Senhor (v. 18);
  • Não deveriam cobrar juros dos irmãos israelitas, mas poderiam cobrar do estrangeiro, (v.19-20);
  • Os votos deveriam ser cumpridos prontamente para não serem culpados de pecado (v. 21-23);
  • Ao entrar nas plantações de um vizinho, poderiam comer até se saciar, mas não poderiam sair com cesto carregado (v.24-25).

Dentre as regras que Moisés passou ao povo, chama a atenção o fato de ao fazer um voto deve-se cumpri-lo o mais rápido possível, pois com Deus não se brinca. Ele cumpre a parte dEle e nós devemos cumprir com a nossa.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA