Serás uma coroa de glória na mão do Senhor, um diadema real na mão do teu Deus. – Isaías 62:3

Em Isaías 63, o profeta manifesta o desejo de confirmar as promessas de Deus aos fiéis. O ministério que move os mensageiros a pregar as boas-nova e a preparar o povo. Na época, esta promessa não se cumpriu devido a resistência do povo em ser fiel ao Senhor. Este capítulo é uma continuação do anterior, e o Messias continua falando sobre o que fará em favor de Sião.

Por amor de Sião eu não sossegarei, por amor de Jerusalém não descansarei enquanto a sua justiça não resplandecer como a alvorada, e a sua salvação, como as chamas de uma tocha. As nações verão a sua justiça, e todos os reis, a sua glória; você será chamada por um novo nome (apropriado a sua nova condição) que a boca do Senhor lhe dará. Será uma esplêndida coroa na mão do Senhor, um diadema real na mão do seu Deus. Não mais a chamarão “Cidade Abandonada”, nem de “Terra Desolada”. Você, porém, será chamada Hefzibá – “Cidade do Prazer de Deus”, e a sua terra, Beulá – “Esposa de Deus”, pois o Senhor terá prazer em você, e a sua terra estará casada. Assim como um jovem se compromete com sua noiva, os seus filhos se comprometerão com você; assim como o noivo se regozija por sua noiva, assim o seu Deus se regozija por você. (v.1-5)

 Coloquei sentinelas em seus muros, ó Jerusalém; jamais descansarão, dia e noite (todo líder espiritual é um guarda, cujo dever é vigiar sobre os muros de Sião). Vocês que clamam pelo Senhor, não se entreguem ao repouso, e não Lhe concedam descanso até que Ele estabeleça Jerusalém e faça dela o louvor da terra. O Senhor jurou por sua mão direita e por seu braço poderoso: Nunca mais darei o seu trigo como alimento para os seus inimigos, e nunca mais estrangeiros beberão o vinho novo pelo qual se afadigaram; mas aqueles que colherem o trigo, dele comerão e louvarão o Senhor, e aqueles que juntarem as uvas delas beberão nos pátios do meu santuário. (v.6-9)
Passem, passem pelas portas! Preparem o caminho para o meu povo retornar. Construam, construam a estrada! Removam as pedras. Ergam uma bandeira (a Palavra de Deus) para que todas as nações vejam (Isaías fala de forma profética sobre a vinda do Messias). O Senhor proclamou aos confins da terra: “Digam à cidade de Sião: Veja! O seu Salvador vem (o Messias)! Veja! Ele traz a sua recompensa e o seu galardão o acompanha”. Eles serão chamados “Povo Santo”, redimidos do Senhor “Povo que o Senhor Resgatou” (é Cristo que salva ou redime o Seu povo); e você será chamada “Lugar Desejado”, “Cidade não Abandonada”. (v.10-12)

Os servos de Deus não devem ter descanso, nem deixar de buscar a Deus até que o propósito divino se cumpra. Devem ter profundo interesse em Sua obra, mesmo não sendo assalariados, mas como quem prestará contas de tudo ao Senhor. Temos uma missão de proclamar o Evangelho Eterno à todas as pessoas e não podemos descansar enquanto não fizermos essa obra.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA