NÚMEROS 21 – A SERPENTE DE BRONZE

0
775

Mas o povo ficou impaciente e começou a se queixar contra Deus e contra Moisés… – Números 21:4-5

Em Números 21, lemos que Israel está as portas da Terra Prometida, e está frustrado por não poder atravessar o território de Edom, e ter que contornar esse território. Para piorar a situação, o povo é atacado pelos cananeus de Arade, mas o povo se uniu em oração ao Senhor, fazendo um voto a Ele. O Senhor ouviu, aceitou o voto, e lhes deu vitória sobre os cananeus, e aquele local passou a se chamar Hormá (destruição) (v.1-3).

Mas, logo voltaram a murmurar contra Moisés e contra Deus: “Aqui não há o que comer nem o que beber. E detestamos esse maná horrível!” Se esqueceram que Deus os havia protegido, os mantido, tinham o pão diário, quando faltava água, Deus providenciava. A memória era muito curta, pois logo se esqueciam das bênçãos (v.4-5).

Então Deus liberou as serpentes do deserto para os atacar (até então Deus não havia permitido a aproximação delas ao acampamento), e muitos morreram. Então correram para Moisés, para que, mais uma vez, intercedesse por eles. Deus falou para Moisés fazer uma serpente de bronze, semelhantes as que estavam no deserto, e a colocasse em uma haste, bem a vista do povo. Ao serem picados, bastava olhar para ela e seriam salvos (v.6-9). Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim foi levantado o Filho do Homem, para que “todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:14-15).

Após esse incidente, provocado pelos rebeldes, o povo seguiu viagem para a Terra Prometida, caminhando e acampando em Obote, Ajé-Abarim, Zerede, junto ao rio Arnom,.. Quando chegaram próximos ao território dos amorreus, que tinham por rei Seom, foram mal recebidos e atacados, mas como estavam novamente apegados a Deus, derrotaram os inimigos e ocuparam todo o seu território, se estabelecendo na região (v.10-30).

Depois foi a vez do rei Ogue, de Basã, também se insurgir contra o povo de Israel, e serem todos mortos, e também ocuparam seu território (v.31-35). Ao invés de nos insurgirmos contra Deus, devemos buscar a Sua direção e assim todos os obstáculos serão removidos, no seu devido tempo.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA