Contemplarão a Sua face, e na sua fronte está o nome dEle. Apocalipse 22:4

Mesmo aqui na Terra, os cristãos podem sentir a alegria da comunhão com Cristo. Podem ter a luz de Seu amor e o perpétuo conforto de Sua presença. Cada passo da vida pode levar-nos para mais perto de Jesus, dar-nos uma experiência mais profunda de Seu amor e colocar-nos um passo mais perto do bendito lar de paz. […]

Não há como evitar novas perplexidades no iminente conflito, mas podemos olhar para o que passou, bem como para o que está por vir, e dizer: “Até aqui nos ajudou o Senhor” (1Sm 7:12). “Força será como os teus dias” (Dt 33:25). As provações não serão maiores que as forças dadas a nós para suportá- las. Precisamos, portanto, realizar nossa tarefa onde quer que a encontremos, crendo que, seja o que for que nos sobrevier, será concedida a cada um de nós a força proporcional à provação.

E, ao chegar aquele dia, os portões do Céu se abrirão para receber os filhos de Deus. Dos lábios do Rei da glória, será ouvida a mais extraordinária das músicas: “Vinde, benditos de Meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25:34).

Então, com alegria, os remidos serão recebidos no lar que Jesus lhes preparou. Ali, não terão a companhia de pessoas vis, de mentirosos, idólatras, impuros ou incrédulos; mas se associarão com os que venceram a Satanás e, por meio da graça divina, formaram um caráter perfeito. Cada tendência pecaminosa e cada imperfeição que aqui os aflige serão removidas pelo sangue de Cristo. A excelência e o brilho de Sua glória, a qual excede o brilho do Sol, serão comunicados a eles. A beleza moral e perfeição de Seu caráter, cujo valor é incomparavelmente superior à glória externa, brilham através deles. Encontram-se irrepreensíveis perante o grande trono branco, compartilhando a dignidade e os privilégios dos anjos.

Diante da gloriosa herança que lhe poderá pertencer, “que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mt 16:26). Ainda que seja pobre, possui em si mesmo uma riqueza e dignidade que o mundo jamais poderá oferecer. A pessoa redimida e purificada do pecado, com todas as suas nobres faculdades dedicadas ao serviço de Deus, é de inestimável valor. Há alegria no Céu, na presença de Deus e dos santos anjos, quando um pecador é resgatado, e essa alegria é expressa em cânticos de santo triunfo.               – EGWhite, Caminho a Cristo, p. 125, 126