Ontem tive a oportunidade de assistir novamente o filme “O Som do Coração”. Este filme conta a história de Evan Taylor, filho de uma famosa violoncelista chamada Lyla Novacek e um guitarrista irlandês, cantor de uma banda rock chamado Louis Connelly. Eles se conheceram uma noite e imediatamente apaixonaram-se, mas através de uma série de eventos foram separados. Mais tarde, Lyla descobre estar grávida, o que não era do agrado de seu pai, que disse a ela que seu filho não havia sobrevivido quando foi atropelada por um carro no fim da gestação.

Evan foi entregue em um orfanato, onde cresceu, mas a música estava dentro dele, e ele sentia que através dela ele consegui se comunicar com seus pais. Apesar de não conhece-los, sentia que através dos sons que ouvia, eles estavam vivos em algum lugar do mundo. Ele cresce, e aos 11 anos resolve fugir do orfanato, e ir para Nova York, sempre guiado pelos sons musicais que ouvia, em busca de seus pais. Deus não é mencionado no filme, mas percebe-se como Ele dirige tudo para que eles se reencontrem. Em sua procura, ele encontra Wizard, um sem-teto que vive em um teatro abandonado. Depois de descobrir seu talento, Wizard dá ao garoto o nome de August Rush e traça um plano para lucrar às custas dele. Evan não tem a menor ideia que sua mãe, Lyla, também esta procurando por ele.

Ao final de sua vida, o pai de Lyla confessa que o filho dela sobreviveu depois de tudo e que ele forjou a sua assinatura em documentos dando a criança para o Estado, para adoção, pois ele temia que a criança atrapalhasse a carreira musical de Lyla. Lyla vai para Nova York em busca de seu filho. Entretanto, o pai de Evan, Louis também começou a tocar novamente, e ao tentar rastrear Lyla, também acabou de volta na cidade de Nova York, onde inicialmente conheceram-se. O enredo do filme é intrigante e o final muito emocionante. Vale a pena assistir